quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Astrolábio, Circuito Ecológico Parque do Guapituba

Astrolábio, Circuito Ecológico Parque do Guapituba.

Apresentação da Professora Sandra Regina Chinchio Nascimento

No mês de junho de 2009, como parte das atividades da Programação do Mês do Meio Ambiente, desenvolveu-se no Parque do Guapituba uma atividade de formação aos professores da rede municipal de Mauá. Esse trabalho é resultante de uma ação integrada entre as secretarias municipais de Educação e de Meio Ambiente.
O uso do Astrolábio, um dos instrumentos que serviram de guia para as grandes navegações portuguesas a partir do século XV, foi inicialmente utilizado no desenvolvimento das aulas de Matemática na Escola Municipal Cora Coralina, sob orientação do professor Alcides e professora Juliana. O instrumento desenvolvido com material reciclável pelos alunos para, no caso da atividade prevista, aplicação de princípios matemáticos (trigonometria) medindo a altura de objetos de referência.
No circuito ecológico do Parque do Guapituba, com a apresentação da professora Sandra Chinchio, a relação foi da medição dos eucaliptos de grande porte existentes no local, no intuito de apresentar de forma didática a aplicação prática dos conteúdos da disciplina de Matemática de forma interdisciplinar. Assim como, o astrolábio como meio de orientação, foi trabalhado também noções sobre pontos cardeais e colaterais (Geografia), a historicidade do próprio astrolábio (História) e outros temas como umidade, evapotranspiração, espécies arbóreas, eutrofisação, princípio da gravidade, etc. (Ciências - Física, Química e Biologia/Botânica).
A atividade foi a última estação (etapa) no circuito ecológico que contou nas estações anteriores com uma palestra sobre o plástico: vilão ou mocinho? (engenheiro Márcio Eing); visita à nascente dentro do parque (Eliésio, meio ambiente); aspectos histórico e ambientais do parque (técnico ambiental Humberto); verificação do microclima e evapotranspiração (professora Regina da EMEJA Clarice Lispector), todas elas desenvolvidas nas trilhas internas do Parque do Guapituba.

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário